lomdee12/13

terça-feira, 22 de maio de 2012

Coelho Raça Gigante de Flandres


Coelho Raça Gigante de Flandres



O coelho gigante de Flandres é criado em grande escala na Bélgica, seu país de origem e onde sua criação sistemática fez com que atingisse um elevado padrão. Seu tamanho e peso foram obtidos por uma longa e constante seleção, aliada a uma consangüinidade e a um regime de superalimentação. 

Atualmente, o gigante de Flandres é uma das raças de maior tamanho, atingindo seus exemplares mais de 10 quilos. O peso mínimo desta raça é de 5kg para os machos e 6kg para as fêmeas. É encontrado em todo o mundo e entra na formação de todas as raças de coelhos gigantes. É criado principalmente na Bélgica, França, Alemanha, Holanda, Inglaterra e Estados Unidos. 

No Brasil existem boas criações, com ótimos exemplares. Muitas dessas criações, com tradição no mercado, obtém bastante sucesso com esses coelhos. 

É um coelho que produz uma carne abundante e de boa qualidade, embora inferior à das raças médias e pequenas. Suas peles, embora não sejam da mesma qualidade das obtidas com as raças pequenas, médias e especializadas, atingem bons preços, devido ao seu grande tamanho. 

Para que os coelhos atinjam o máximo de desenvolvimento que esta raça pode apresentar, são necessários maiores cuidados e uma alimentação especial ou mesmo uma superalimentação, o que não deixa de ser um sério inconveniente para os criadores, que terão um custo de alimentação maior. 

Apresentam uma grande vantagem, pois sua introdução, em qualquer criação, faz com que aumente o tamanho dos coelhos comuns ou de outras raças e por consequencia, o seu peso. É, portanto, aconselhável para a produção de mestiços, mas quando adotado o cruzamento intercorrente. Embora não sejam prolíficos como as das raças médias, as coelhas de Flandres são ótimas criadeiras. 

Como ocorre com todos os gigantes, os coelhos dessa raça têm um crescimento mais lento e só atingem seu completo desenvolvimento com 1 ano de idade. 

Variedades 

O padrão belga reconhece 8 variedades: 

- branca de olhos róseos; 

- parda; 

- as cinzas (3 tonalidades); 

- preta; 

- azul; 

- fulva.
autor: Dr. Márcio Infante Vieira
data: 21/07/2009
http://www.ruralnews.com.br/visualiza.php?id=482

Imformações sobre Gigante de Flandres

Origem: Bélgica
Classificação: pertence ao grupo das raças gigantes (compreende as raças caracterizadas pela faixa de peso de 5 a 10 kg ou mais).

Características raciais:
Peso: os indivíduos adultos, pesam entre 6 a 8 kg.

Cabeça: nos machos é forte, volumosa, larga e arredondada, sendo mais delicada e alongada nas fêmeas.

Orelhas: são retas e grandes, em forma de " V ", medindo de 15 a 18 cm de comprimento e com extremidades largas e arredondadas.

Pescoço: forte e curto, com papada bem desenvolvida nas fêmeas, mas sem deformação, nem pregas.

Dorso e lombo: são horizontais e largos.

Garupa: arredondada e um pouco elevada.

Membros anteriores: fortes e vigorosos.

Membros posteriores: compridos e fortes.

Cauda: longa, larga, ereta e bem inserida à garupa.

Corpo: comprido, de forma retangular, baixo, quase tocando o solo.

Características reprodutivas:
As coelhas são pouco prolíficas, gerando de 4 a 7 láparos por parto. Os láparos são frágeis e sensíveis à umidade e ao vento.

Finalidade da raça:
 Produção de carne e pele.
As peles são grandes, uniformemente revestidas e utilizadas para o curtimento.
Devido sua baixa rusticidade, esta raça é mais exigente quanto ao manejo e alimentação. As instalações devem ser adequadas para abrigá-los, devido a sensibilidade ao calor excessivo. Apesar dessas limitações, usados em cruzamentos com outras raças, propiciam descendentes de melhor peso e tamanho.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...